TZ BlogPlaza - шаблон joomla Окна

Dez colégios de Foz e região registram casos de covid-19 em educadores

Categoria: Notícias Escrito por Adilson Borges / February 23, 2021

 Pelo menos dez colégios estaduais em Foz do Iguaçu e região tiveram casos de covid-19 em educadores durante formação presencial, realizada nas escolas entre 11 e 19 de fevereiro, conforme levantamento preliminar. Outra instituição de ensino ainda aguarda o resultado de exame feito por profissional que apresentou sintomas da doença. 

 As ocorrências foram em sete estabelecimentos de ensino de Foz do Iguaçu e em três nas cidades de São Miguel do Iguaçu, Medianeira e Matelândia, que fazem parte da base territorial da APP-Sindicato/Foz. A entidade realizou o relatório conforme as informações encaminhadas pelos educadores de cada instituição. 

 A maior parte dessas escolas precisou ser fechada, com os educadores(as) concluindo a semana de formação pedagógica e de capacitação de forma on-line. Em um estabelecimento, a direção manteve reunião presencial com pais e mães de estudantes e entrega de material impresso, mesmo depois da confirmação de caso de covid-19 no estabelecimento de ensino.

 “As ocorrências de covid-19 entre professores e funcionários durante a semana de formação só reforça o que estamos alertando há muito tempo: não existe a menor condição de retorno às aulas presenciais”, enfatiza o diretor da APP-Sindicato/Foz, Silvio Borges. “O que nos preocupou ainda mais foi a absoluta falta de resposta às situações pelos órgãos educacionais”, completa. 

 Conforme o dirigente sindical, a Secretaria de Estado da Educação (Seed) e o Núcleo Regional de Educação (NRE) de Foz do Iguaçu estão sendo omissos e não explicam efetivamente à comunidade escolar os protocolos e medidas adotados. “Colégios fecharam por dois dias, outro suspendeu as atividades por uma semana, e alguns permaneceram funcionando”, denuncia. 

“A semana de formação, que nem estudante tinha, só confirmou o caos que poderá tomar conta das escolas e dos serviços de saúde caso o Governo do Paraná insista na volta às aulas presenciais”, expõe Silvio. “A pandemia segue fora de controle, a covid-19 está mais grave com suas variantes, e os hospitais estão à beira do colapso. Os governantes não têm o direito de expor a vida das pessoas”, enfatiza.  

Greve começa dia 1º de março 

Professores e funcionários iniciarão greve por tempo indeterminado no próximo dia 1º de março, caso a gestão estadual decida manter o retorno das aulas presenciais. O movimento foi aprovado em assembleia estadual da categoria. As atividades remotas, com aulas on-line, serão mantidas pela categoria.

 

Os casos de covid-19 em professores e funcionários foram registrados nos seguintes colégios estaduais:

- Ayrton Senna da Silva 

- Belo Horizonte – Medianeira

- Carlos Drummond de Andrade 

- Castelo Branco – Foz do Iguaçu 

- Castelo Branco – São Miguel do Iguaçu 

- Dom Pedro II

- Euclides da Cunha – Matelândia 

- Jorge Schimmelpfeng

- Mariano Camilo Paganoto 

- Pioneiros

 

(APP-Sindicato/Foz)

Thank for sharing!

About The Author