Arquiteta formada pela UNILA desenvolve projeto de um Teatro Municipal para Foz do Iguaçu

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Formada em Arquitetura e Urbanismo pela UNILA no ano passado, Nicoly Durães desenvolveu, em seu trabalho de conclusão de curso, uma base de dados para a concepção do anteprojeto de um Teatro Municipal para Foz do Iguaçu. 

A ideia surgiu da vivência da estudante na cidade. Ela sempre sentiu falta de equipamentos públicos culturais em Foz. “O fato de não existir um Teatro Municipal na cidade – levando em consideração o contexto sociocultural da região, que é altamente turística – é no mínimo curioso. A princípio, queria desenvolver um complexo cultural ligado à mobilidade urbana na região da Tríplice Fronteira. Porém, decidi optar por enxugar o tema e focar em um só equipamento, que já é bastante complexo. O que me levou a escolher um teatro, foi minha paixão pela música. Assim, pude unir arquitetura e música num tema único”, explica.

De acordo com Nicoly, para projetar um teatro é preciso levar em consideração muitos fatores, que vão desde a pesquisa de como foi criado e qual é o desenvolvimento deste tipo de edificação ao longo da história, até o estudo físico da acústica e o contexto sociocultural onde o teatro estará inserido.

“Todos esses itens dão embasamento teórico para a criação de um programa de necessidades que seja mais adequado à população que irá usufruir do espaço cultural. Precisei coletar um bom embasamento teórico, pois, além de criar um espaço teatral, queria que ele tivesse uma forte relação com a música e que tal relação ficasse muito explícita no projeto”, ressalta a arquiteta.

Nicoly, que foi orientada em seu trabalho pelos professores Marcos Britto e Marcos Vitorino, não queria que o projeto remetesse a um grande prédio imponente que não atrai a população. Ele deveria adaptar-se à paisagem, quase diluindo-se nela. “Desse modo, aloquei o edifício na quadra ao lado do Terminal de Transporte Urbano [TTU] e que se encontra vazia atualmente. A ideia é que fosse de fácil acesso a todos os bairros da cidade e também à Tríplice Fronteira, criando uma conexão direta com o TTU”.

Segundo a arquiteta, a construção de um Teatro Municipal em Foz criaria um importante espaço de manifestações culturais dos mais variados tipos para toda a população. “Hoje em dia, apesar de existirem alguns teatros e auditórios pela cidade, eles não têm porte adequado para a realização de grandes atividades e não são do uso de todos.

”Nicoly complementa que a UNILA também tem um papel importante no que se refere ao fortalecimento das atividades culturais na cidade, principalmente em relação ao meio musical, levando em consideração o curso de Música da Universidade.

Para a implantação do projeto, seria necessária a ação de diferentes agentes dentro da região da Tríplice Fronteira. “Seria preciso o interesse por parte das autoridades municipais e, a partir disso, teria início o processo de apresentação do projeto para a população. Infelizmente, não cheguei a apresentar esse projeto à Prefeitura por conta do tempo muito curto na época da entrega do TCC.

Mas, se houvesse a oportunidade, não hesitaria em apresentá-lo. Creio que o importante também é contribuir para que essa discussão acerca de um Teatro Municipal ou equipamentos públicos e centros culturais em Foz do iguaçu cresça, porque a cidade carece disso”, finaliza. Interessados em conhecer a íntegra do trabalho podem acessar o Portal da UNILA http://bit.ly/teatrofoz.

(UNILA)

More to explorer