Atividades comerciais e gastronômicas de Foz podem atender até 23h a partir de quinta-feira (01)

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Decreto municipal que amplia em duas horas o horário de atendimento foi publicado no Diário Oficial nesta quarta-feira (30)

A Prefeitura de Foz do Iguaçu amplia a partir desta quinta-feira, 01 de julho, o horário de atendimento das atividades comerciais, industriais e gastronômicas da cidade para as 23h. O decreto que altera as medidas restritivas em vigor para conter a transmissão do coronavírus foi publicado nesta quarta-feira (30).

A circulação de pessoas ficará proibida da meia-noite às 5h. A nova flexibilização das medidas foi possível devido ao esforço coletivo de cumprimento das restrições, que resultou em uma redução na média móvel dos casos de 30% nas duas últimas semanas.

Nesta quarta-feira, a média móvel registrada é de 80,43 casos. Foram confirmados 125 novos de covid-19 e três mortes pela doença. Embora a ocupação dos leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) no Hospital Municipal Padre Germano Lauck seja de 97%, houve uma diminuição na procura de atendimentos de pacientes com sintomas e de casos confirmados de covid – um dos principais fatores levado em consideração pelo Comitê de Enfrentamento à Covid-19 para flexibilizar os horários das atividades comerciais.

Retomada dos eventos
Na última semana, a Prefeitura publicou decreto permitindo a realização de eventos sociais de até 50 pessoas, com autorização da Secretaria Municipal de Turismo e Projetos Estratégicos e mediante o cumprimento de protocolos, como limitação máxima de 40% da capacidade de público do local.

Se o cenário epidemiológico permanecer com redução no número de casos e de agravamento da doença, no dia 15 de julho serão liberados também os eventos de até 100 pessoas. Na próxima semana, o Comitê inicia a discussão sobre grandes eventos, principalmente corporativos, que atraem grande número de visitantes para Foz do Iguaçu.

Com o avanço da vacinação, a perspectiva é que a partir de setembro possam ser realizados eventos com até 300 pessoas e, em novembro, quando a maior parte da população adulta da cidade deverá ter recebido a segunda dose da vacina, permitir eventos ainda maiores.

(AMN)

More to explorer