Atrações do Paraná ganham destaque na 12ª Mostra de Regiões Turísticas

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Durante o 22º Salão Paranaense de Turismo aconteceu em paralelo a 12ª Mostra das Regiões Turísticas do Paraná, realizada pela Paraná Turismo. Dividida em 12 regiões, a Mostra apresentou e ressaltou diferentes roteiros espalhados pelo Estado, e suas centenas de atrações, festas, pratos típicos e cultura local. Segundo o presidente da instituição, Manoel Jacó Gimenes, esse ano a Mostra trouxe inovações como a Rota do Café, Rota do Rosário e o Enoturismo. “A participação durante o Salão da ABAV-PR é uma vitrine para as regiões paranaenses, um momento de aprendizagem e divulgação muito importante para todos”, afirma. Conheça um pouco mais sobre cada região participante do 22º Salão Paranaense:

 – Riquezas do Oeste

Formada por 18 municípios, a região é famosa por suas diversas festas, que atrai muitos turistas para as cidades. Entre os destaques estão a Festa do Peixe e Orquídea, em Maripá; Festa Porco no Rolete, em Toledo; Festa do Frango, em Cafelândia; e o Show Rural, em Cascavel, uma das maiores feiras agropecuárias da América Latina. Outro roteiro que se destaca na região é a conhecida prainha da Boa Vista da Aparecida.

 – Vale do Ivaí

A região representa 25 municípios da Amuvi (Associação de Municípios do Vale do Ivaí), que foca no turismo religioso e também nas belezas naturais dos locais, como rios, cachoeiras e bosques. Um dos atrativos é a caminhada ecológica, promovida em 17 municípios. As festas também conquistam visitantes, entre elas a Festa do Dia Nacional do Artesão, que acontece em Apucarana; e a Festa de Santa Rita de Cássia.

 – Entre Morros e Rios

Os 14 municípios da região turística se destacam com roteiros religiosos, de eventos, rural e ecológico. Já a caminhada internacional da natureza é um grande chamariz da região, pois acontece em nove municípios diferentes. Ainda engloba a região a cidade de Pitanga, considerada a capital do centro do Paraná.

 – Rotas do Pinhão

Composta por Curitiba, e municípios da região metropolitana, como Quatro Barras, Colombo, Balsa Nova, São José dos Pinhais, Campo Largo, Araucária, Campina Grande do Sul e outros, a região tem atrativos que complementam a oferta da capital paranaense. É um conjunto das cidades, que atuam como forma integrada, para oferecer ainda mais opções aos seus visitantes.

 Para quem quer conhecer mais a região, pode aproveitar passeios como o turismo rural em Araucária; os caminhos históricos da Serra; lazer, gastronomia e natureza; entre outras muitas opções, que são próximas a Curitiba.

 – Campos Gerais

A região dos Campos Gerais é formada pelos municípios de Castro, Carambeí, Jaguariaíva, Palmeira, Ponta Grossa e Tibagi. Neste ano, durante o 22º Salão, a região trouxe para o evento o famoso “pão no bafo”, prato típico e tombado patrimônio imaterial da cidade de Palmeira. Entre os destaques da região também está o Parque Estadual de Vila Velha, localizado em Ponta Grossa, que está com dois novos passeios – a caminhada noturna e a trilha Fortaleza, passeio feito sob agendamento e que percorre 16 km no interior que parque que antes não era aberto ao público. Já o município de Castro, conhecido como capital nacional do leite, também está realizando ações bem interessantes com cartilhas infantis em escolas municipais para a divulgação do turismo local.

 – Terra dos Pinheirais

Prudentópolis, Irati, Mallet, Guarapuava, Bituruna e União da Vitória formam a região da Terra dos Pinheirais. As etnias ucraniana e polonesa se destacam na região, principalmente no artesanato. As belezas naturais, como as cachoeiras, também atraem muitos visitantes para as cidades. Já Mallet, conhecida como a capital estadual do kiwi, promove a Kiwi Fest – tradicional evento que recebe muitas turistas na cidade e região.

 – Rota do Rosário / Norte Pioneiro

O destaque dessa região durante a 12ª Mostra foi o turismo religioso e os santuários localizados em municípios da região. Entre eles estão o Santuário Vicente Pallotti, em Ribeirão Claro; Santuário São Miguel Arcanjo, em Bandeirantes; Santuário Senhor Bom Jesus da Pedra Fria, em Jaguariaíva; Santuário da Mãe Rainha de Schoonstatt, em Jacarezinho; Santuário Senhor Bom Jesus da Cana Verde, em Siqueira Campos; e o Santuário Eucarístico do Sagrado Coração de Jesus, em Ibaiti. Além desses, tem a Igrejinha São João Batista, localizada em Arapoti, e tombada pelo patrimônio histórico, que ficou por mais de 20 anos desativada.

– Corredores das Águas

A abundância em água doce faz da região um grande atrativo turístico natural, conhecido como os mares doces do Paraná. Compõem essa atração o Parque Nacional de Ilha Grande, e os rios Paraná, Paranapanema, Ivaí e Piquiri. Além disso, a diversidade de belezas é muito grande, e isso complementa o polo turístico. O turismo de negócios e de esportes também é forte na região. Maringá, Paranavaí e Umuarama são as principais cidades que formam os Corredores das Águas.

 – Cataratas do Iguaçu / Caminhos ao Lago de Itaipu

Uma das principais atrações do Paraná e do Brasil, a cidade de Foz do Iguaçu já é internacionalmente conhecida. Mas a região não oferece apenas os pontos de Foz aos seus visitantes. Atividades estão despontando na região, como o cicloturismo regional e a pesca esportiva. O Lago de Itaipu é o local no qual mais é realizada a pesca esportiva no país. A região ainda oferece o Parque Aquático Termal do Lago de Itaipu – Itaipulândia.

 – Litoral do Paraná

O Festival de Sabores, promovido pela Adetur e com apoio da Ecovia, é um dos principais eventos do litoral do estado. A festa que envolve todos os municípios do litoral promove a gastronomia e a cultura local, além de atrair mais visitantes para Morretes, Antonina, Paranaguá, Ilha do Mel e demais localidades litorâneas. Já a Ilha do Mel é o destino no litoral paranaense que mais recebe turistas durante o ano todo.

 – Ecoaventuras, histórias e sabores

A região, composta por 24 municípios, agrega atividades naturais e aventuras na gastronomia. Cada cidade tem o seu prato típico, que atraem muitos visitantes. Entre os destaques estão o “carneiro no buraco”, de Campo Mourão; “peixe na cerâmica”, de Fênix; o “carneiro ao vinho”, de Peabiru.

 – Lagos e Colinas

Uma região de beleza ímpar, composta por mais de 20 municípios. Assim é formada a região Lagos e Colinas – Cantuquiriguaçu, que oferta o turismo para descanso como uma das suas principais atividades. A região também destaca o 2º Inverno Gastronômico, com a divulgação de 17 pratos típicos locais.

Além das 12 regiões, a Mostra também trouxe outros destaques como a Vinopar, o novo polo de enoturismo brasileiro, que está localizado no Paraná e engloba a região da Grande Curitiba, de Bituruna, os entornos de Londrina e Maringá, Toledo e municípios do Sudoeste. A Emater também marcou presença no evento pela 3ª vez, destacando as caminhadas na natureza, realizada por 105 municípios paranaenses, as belezas naturais, como as cachoeiras de Faxinal, o turismo pedagógico no qual crianças acompanham visitas em propriedades rurais para conhecer todo o trabalho feito; entre outros.

 Também esteve presente a Rota do Café, com o resgate da história cultural cafeeira do norte do Paraná. Experimentar e vivenciar toda a produção, bem como a experiência rural, é o chamariz da Rota. A Mostra ainda teve um espaço gastronômico, intitulado de “Nelson Uberna”, que homenageou aquele que durante anos levou o barreado a eventos pelo Paraná.

(Flamma Comunicação – Fotos: Adilson Borges)

 

More to explorer