Diretor-geral de Itaipu é eleito presidente de comitê para integração energética regional

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Eleição do general João Francisco Ferreira para a presidência do Bracier foi por aclamação.


O diretor-geral brasileiro de Itaipu Binacional, general João Francisco Ferreira, foi eleito nesta sexta-feira (16) presidente do Comitê Brasileiro da Comissão de Integração Elétrica Regional (Bracier). Ele substitui o ex-diretor-geral de Itaipu e atual presidente da Petrobras, general Joaquim Silva e Luna. O mandato é de quatro anos.

Ferreira foi eleito por aclamação durante a assembleia geral ordinária do comitê, realizada de forma on-line. Também foram nomeados o novo secretário executivo do Bracier, Juliano Portela (AS.TE), e a secretária executiva adjunta, Renata Tufaile (AS.GB), ambos empregados de Itaipu.

O diretor de Operação da Eletronorte, engenheiro Antônio Augusto Bechara Pardauil, foi nomeado vice-presidente de Transmissão do comitê. O diretor técnico executivo de Itaipu, Celso Torino, é vice-presidente de Geração do Bracier e presidiu a assembleia, durante a qual também foi aprovado o plano de trabalho da entidade, que prevê ações para os próximos doze meses.

O maior desafio do general Ferreira à frente do Bracier será promover uma articulação institucional entre as entidades interessados nos grandes projetos de integração energética do Brasil com os países fronteiriços. “É uma honra e grande responsabilidade”, disse o general, que assumiu o cargo de diretor-geral brasileiro de Itaipu no último mês de abril. “Vamos trabalhar com afinco para impulsionar a integração e fortalecer o setor elétrico.”

Sobre o Bracier

O Bracier é uma entidade não governamental, sem fins lucrativos, que reúne empresas e entidades do setor elétrico brasileiro, entre elas, a própria Eletrobras, o Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), Furnas Centrais Elétricas e o Ministério de Minas e Energia.

A missão do comitê é discutir políticas de integração e complementação nas áreas de geração, transmissão e distribuição de energia, com ênfase na interconexão de sistemas elétricos, nos intercâmbios comerciais e nas interdependências energéticas. Também promove o intercâmbio de informações e conhecimentos técnicos.

 

(Itaipu Binacional  – Foto: Rubens Fraulini / Itaipu Binacional)

More to explorer