Eco Park recebe filhotes de araçaris resgatados do tráfico de animais

araçari
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Três indivíduos com apenas 10 dias de vida, estão se recuperando na Unidade de Tratamento de Aves (UTA) do parque

O Eco Park recebeu essa semana três filhotes de araçaris – um parente menor do tucano -, com apenas 10 dias de vida, oriundos do tráfico de animais silvestres em Foz do Iguaçu.

Depois de passar por avaliação e exames clínicos, eles estão se recuperando na Unidade de Tratamento de Aves (UTA) do parque, onde são aquecidos 24 horas para poder se desenvolverem.

Segundo a veterinária Stacy Wu, a unidade funciona semelhante a uma UTI Neonatal de pessoas. Um ambiente dedicado a receber as aves bebês que estão com baixo peso ou com alguma condição que possa comprometer seu crescimento.

“Esses filhotes estão recebendo cuidados intensivos para que, em breve, possam ir para os recintos”, explicou. Stacy disse que a alimentação ocorre via sonda e cuidados especiais para evitar “imprint”. Ou seja, evitar que aves reconheçam no ser humano o seu “parente” mais próximo.

Quando estiverem com o peso e condições para voo, o Ecopark consultará os órgãos ambientais para saber os próximos passos em sua reabilitação.

Caso se decida que estarão inaptos para o retorno à natureza, os filhotes poderão ficar na instituição e serem inseridos no Viveiro Imersão das Aves. Este espaço criado no parque abriga justamente aves que estavam sendo comercializadas e mantidas de forma irregular ou em situação de maus-tratos.

Em maio, a unidade já havia recebido da Polícia Ambiental do Paraná 18 pássaros (trinca-ferro, bico-de-pimenta, canário-da-terra, azulão, curió e coleirinho).

De acordo com o artigo 29 da Lei 9.605/98, de crimes ambientais, quem apanha espécies nativas ou as mantém em cativeiro está cometendo crime com pena de detenção de seis meses a um ano, e multa. Neste caso, o infrator pagará uma multa de R$ 18 mil.

R$ 15
Os moradores de Foz do Iguaçu interessados em conhecer o trabalho desenvolvido no Eco Park pagam uma tarifa solidária de R$ 15. Já turistas podem conferir os pacotes no site: www.dreamsecopark.com.br

Além da visita tradicional, é possível acompanhar o trabalho dos veterinários e falcoeiros através do Backstage.

Nesta visita, as atividades começam logo pela manhã quando o falcoeiro passa nos recintos para verificar as condições físicas e psicológicas das aves, depois segue para a alimentação, pesagem e condicionamento das águias, corujas, gaviões e falcões.

Está incluso também um tour guiado para conhecer os espaços técnicos e toda a logística do parque. Incluindo a Mini Fazenda que hoje conta lhamas, mini porcos, coelhos gigantes, cabras, avestruzes, vacas, cabras entre outros. Também um passeio pelo o aviário “Imersão das Aves”. O estábulo dos cavalos é um outro espaço aberto para visitação.

O dia de falcoeiro encerra após a apresentação das aves de rapina, o momento mais esperado para o ajudante do falcoeiro e também para o público que visita o Eco Park.

Horários
O Eco Park está localizado ao lado do Dreams Park Show e funciona diariamente das 9h às 17h30. As apresentações do Cavalo Crioulo e das Aves de Rapina ocorrem em dois horários, pela manhã, às 10h, e à tarde, às 15h30.

Explore mais