Foz do Iguaçu e o potencial do turismo religioso 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Para o turista que está visitando Foz do Iguaçu e seus atrativos turísticos e não quer ficar distante de sua fé, a cidade possui representação dos mais diversos tipos de religião, devido a sua diversidade étnica. São templos, igrejas, mesquitas, salas, terreiros e capelas das mais diversas vertentes das religiões.

Alguns desses locais são também atrativos turístico, como o caso da Mesquita Islâmica e o Templo Budista. Os dois foram construídos devido a grande concentração de imigrantes árabes (Líbano) e chineses (Taiwan) na fronteira, a maioria comerciantes do centro de compras de Ciudad Del Este, Paraguai. 

Mas a religião Católica possui ótimas representações também. Recentemente a Igreja São João Batista, construída em 1924, foi restaurada e está aberta aos fiéis. Outra igreja, a Nossa Senhora de Guadalupe, localizada na Vila de Itaipu, está em fase final de construção e deverá se transformar em local de peregrinação e visitas turísticas devido a sua imponência arquitetônica e por ser representante da santa padroeira de vários países da América Latina, incluindo o México.

Já as igrejas evangélicas incluindo as pentecostais estão espalhadas pelo centro da cidade e bairros da periferias de Foz do Iguaçu. Estão presentes as Assembleias de Deus, Congregação Cristã do Brasil, Bresbiteriana, Igrejas Batistas, Nacional e Renovada, Quadrangular, Universal do Reino de Deus, Mundial, Ceifa, entre outras.

A cidade possui ainda representações do Xintoísmo, Hinduísmo Fé Bahá’í, Seicho-No-Ie, Ordem Rosa Cruz, Umbanda, Candomblé, Kardecismo, entre outros.

Capelas  – Para a comodidade do visitante, alguns hotéis e resorts possuem pequenas capelas que podem ser usadas para momentos de oração e reflexão e até casamento. O Hotel Carimã, um dos mais tradicionais de Foz do Iguaçu, construiu a Capela São Luiz em 1976. O local já foi palco da celebração do casamento de um casal de empresários da cidade de Toledo, em 1982.

Cataratas possui santa escondida – Os visitantes da cataratas do Iguaçu nem imaginam, que ao visitar o local estão sob os olhos da imagem de uma santa, a Santa Mariara. Ela foi colocada em um penhasco perto do elevador, em maio de 1983, pela pioneira Elfrida Engel Rios. O gesto homenageava o explorador Alvar Cabeza de Vaca, que em sua passagem pela região, em 1542, ao avistar as quedas, exclamou “Santa Maria!”, nome que ele batizou as Cataratas e utilizado em mapas do início do século XX.

Nossa Senhora Aparecida  – No município de Itaipulândia, distante 55 quilômetros de Foz do Iguaçu, encontra-se o Monumento à Nossa Senhora Aparecida. A imagem da Santa com 26 metros foi Inaugurada no ano 2000 e anualmente recebe milhares de turistas da região, especialmente em 12 de outubro, dia da padroeira do Brasil.

Igreja São João Batista – Começou a ser construída na década de 1920, mas somente em dezembro de 1952 foi inagurada. Em 1878 a igreja, que ainda mantinha o status de matriz foi reformada e ampliada. No dia 16 de agosto deste ano, após uma intensa reforma, foi reinaugurada.

 

 

Festa de Nossa Senhora dos Navegantes – Foz do Iguaçu também celebra a Festa de Nossa Senhora dos Navegantes. Ela faz arte do calendário turístico da cidade e é promovida pela Diocese de Foz do Iguaçu, sem entre os meses de janeiro e fevereiro. 

Os devotos se reúnem para celebração de uma missa à beira do rio Paraná, onde são feitas homenagens à santa. Também é realizada uma procissão de barcos e almoço, com a presença de um grande público, formado por brasileiros, paraguaios e argentinos.

More to explorer