Foz do Iguaçu participa de reunião com Estado e União sobre estratégias para combate à dengue

WhatsApp Image 2023-08-25 at 20.39.13
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Profissionais da Vigilância Ambiental da Secretaria Estadual de Saúde e representantes de 4 municípios do PR, participaram do encontro

A Prefeitura de Foz do Iguaçu participou nesta quinta e sexta-feira (24 e 25) de reunião com a Secretaria Estadual de Saúde e representantes da Coordenação de Arboviroses do Ministério da Saúde para debater estratégias de implantação de novas tecnologias para o enfrentamento, prevenção e redução dos impactos causados pelas arboviroses, como a dengue, o zika vírus e a chikungunya, no Paraná.

Foz foi uma das quatro cidades selecionadas pelo Ministério da Saúde para receber novas estratégias – junto com Londrina, Maringá e Curitiba. O Município foi representado no evento pela supervisora técnica do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Renata Defante Lopes, e pelo coordenador de programas de saúde do CCZ, Wagner Fabiano de Oliveira.

Além das tradicionais estratégias como a borrifação de inseticidas e eliminação de criadouros do Aedes aegypti, poderão ser utilizadas outras ações, como o uso da Wolbachia – uma bactéria introduzida nos mosquitos que impede a transmissão das arboviroses, reduzindo a incidência da doença nos humanos; a liberação de mosquitos estéreis; estações disseminadoras de inseticidas, que utilizam potes com água recobertos por tecido sintético impregnado com larvicida; borrifação residual intradomiciliar de inseticidas; entre outras. Essas novas estratégias serão executadas principalmente nos pontos de maior incidência de casos.

“O Paraná vem realizando diversas ações para o combate ao Aedes aegypti e este é mais um passo importante para, além de estreitar relações entre o Estado e a União, fortalecer o enfrentamento, reduzindo, desta forma, o número de casos confirmados e óbitos no Paraná”, disse o secretário de Estado da saúde, Beto Preto.

A diretora de Atenção e Vigilância em Saúde, Maria Goretti David Lopes, enfatizou que as ações promovidas pelo Poder Público são de extrema importância, mas a participação da população é fundamental para um combate efetivo ao mosquito.

“As novas estratégias são muito bem-vindas para aperfeiçoar o enfrentamento das arboviroses no Paraná, esse trabalho articulado com o Ministério da Saúde e os municípios é muito importante, mas precisamos reforçar o papel da população. Os resultados só serão satisfatórios com a participação de todas as comunidades. Precisamos da conscientização de todos para manter em dia a limpeza dos quintais e residências, evitando dessa forma, a proliferação do mosquito”, disse Maria Goretti.

A supervisora técnica do CCZ, Renata Defante Lopes, comentou que a parceria com o Ministério da Saúde e com a SESA será fundamental no enfrentamento à epidemia de dengue em Foz do Iguaçu e lembrou que o Município já iniciou ações de combate ao mosquito no novo ano epidemiológico. “Já estamos intensificando nossas vistorias e fiscalizações, com foco na eliminação dos criadouros. Neste sábado (26), daremos início a mais uma mobilização para evitar o aumento de casos”, completou.

(AMN Com informações da SESA)

Explore mais