Foz sedia em outubro evento classificatório para Mundial de eSports de Singapura

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Cidade irá receber o Desafio Cataratas do Iguaçu, competição inédita no Brasil promovida pela Confederação Brasileira de Games e Esports (CBGE)

A retomada dos grandes eventos em Foz do Iguaçu contará com um mercado em franca expansão mundial: os esportes eletrônicos. Nesta quarta-feira (4) foi assinado o termo de compromisso para o município sediar o Desafio Cataratas do Iguaçu – a tríplice fronteira, em outubro deste ano. Este será o primeiro evento classificatório do Brasil para o Campeonato Mundial de eSports de Singapura, em dezembro.

A competição é promovida pela Confederação Brasileira de Games e Esports (CBGE), em parceria com a Prefeitura de Foz do Iguaçu e a Câmara de Vereadores. A cerimônia de lançamento teve a presença de representantes dos órgãos parceiros, jogadores e entusiastas das modalidades.

O prefeito Chico Brasileiro celebrou a conquista e o potencial de Foz para receber diversos setores de eventos, além de garantir novas oportunidades para os jovens da cidade.

“Esse setor representa um envolvimento mundial de jovens que se interessam muito por tudo o que isso representa. Foz do Iguaçu já tem o turismo, que pode ser aliado aos eventos de jogos eletrônicos. Entramos de cabeça neste projeto, pois faz parte da nossa retomada econômica. Queremos transformar Foz no polo de eSports da América Latina”.

Paulo Roberto Ribas, presidente da CBGE, comentou que os esportes eletrônicos são “um mundo novo”, mas que já movimenta a economia mundial. Somente no Brasil a indústria de games movimenta cerca de 80 milhões de dólares por ano e o País é o maior mercado da América Latina. Os eventos do setor reúnem mais de 21 milhões de espectadores.

“Isso atrai milhões de pessoas, além, é claro, de investidores. Transformá-lo em um evento em Foz significa que teremos aqui a geração de empregos, prestadores de serviço e visibilidade para todo o mundo”, destacou.

Desafio Cataratas do Iguaçu – a tríplice fronteira

O desafio será realizado no formato presencial, no Rafain Palace Hotel & Convention. A realização será possível por conta do avanço da imunização em Foz do Iguaçu – a previsão é de que na primeira quinzena de outubro a cidade já esteja com 70% da população vacinada com as duas doses.

“Trabalhamos muito ao longo desse ano para que a nossa população estivesse segura contra o coronavírus e pudesse começar a retomar a vida como ela era. O evento seguirá os protocolos corretos e poderá funcionar com uma capacidade maior de pessoas. Tem tudo para ser um grande sucesso”, disse o secretário de Turismo e Projetos Estratégicos, Paulo Angeli.

As eliminatórias para o Desafio Cataratas do Iguaçu – a tríplice fronteira já estão acontecendo com jogadores de todo o Brasil, no formato on-line. Os classificados virão a Foz do Iguaçu para garantir a vaga para a competição mundial. Serão três jogos diferentes em disputa: o Efootbal PES 2021; Street Figher V e Counter-Strike Go.

“Estamos falando de futuro, um evento que só tem a somar para a cultura e incentivo aos jovens iguaçuenses. Firmar parcerias como essas é importante para o nosso avanço e busca de reconhecimento entre as grandes cidades do Brasil”, destacou o vereador Maninho de Souza, presidente da frente parlamentar de eSports da Câmara de Foz.

Incentivo para os jovens da cidade

A organização do evento será a consolidação de um setor que já é muito forte na cidade. Foz do Iguaçu possui amantes dos jogos eletrônicos e que fazem sucesso com milhões de seguidores nas plataformas digitais. Entre eles está o iguaçuense Marco Antonio Pasinatto, o Skorpion Gamer, empresário e youtuber com quase 5 milhões de inscritos no canal onde apresenta jogos e produz conteúdos sobre games.

“Estou desde 2015 trabalhando com games, criando conteúdo e atingindo um público muito bacana pela internet. É uma grande alegria ver esse reconhecimento e a chegada da indústria de jogos para a minha cidade. Pode fazer toda a diferença”, disse.

Stephany Aragão, a SteSereia, é jornalista e streamer, ou seja, transmite ao vivo os jogos pela plataforma Twitch, onde possui mais de 80 mil inscritos e reúne de milhares de pessoas diariamente durante as transmissões.

“Tem muita gente que sonha em trabalhar como gamer, streamer ou nesse mercado de jogos. Um evento desse porte aqui em Foz muda todo o patamar, pois mostra para outros jovens que não é preciso sair daqui para seguir o sonho”, contou.

Para atrair novos interessados, o evento contará ainda com a presença de jogadores profissionais e influenciadores digitais que irão ministrar oficinas, além de áreas para jogos, cultura, dança e muitas outras atrações.

(AMN – Foto: Christian Rizzi/PMFI)

More to explorer