Gramadão tem tarde de domingo repleta de atrações para as crianças

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

A tarde deste domingo (13) foi de calor intenso e teve até breves pancadas de chuva, mas nem por isso o público de Foz do Iguaçu deixou de comparecer em grande número às atividades de mais uma edição do Museu em Ação, promovido pelo Ecomuseu da Itaipu Binacional no Gramadão da Vila A, encerrando o fim de semana em que se comemorou o Dia das Crianças. 

A organização do evento estima que cerca de 5 mil pessoas passaram pelas diversas atividades e brincadeiras realizadas entre as 15 e as 19 horas, como as oficinas de circo, confecção de pipas, contação de histórias, pintura, bolha de sabão, slackline, entre outras. Ao todo, 60 monitores foram contratados para atender ao público durante a programação.

O motorista Alessandro Navarro trouxe a esposa Elizana e os filhos Kevin (11 anos) e Kesie (10) para curtir o “Museu em Ação”, e elogiou a iniciativa. “É um evento que você pode desfrutar com a família, com segurança, em um local tranquilo e com pessoas bem educadas. A gente traz as crianças para se divertir, mas acaba se divertindo junto com elas”, afirmou.

Kevin e Kesie estiveram entre as mais de 500 crianças que passaram pela tenda de atividades circenses conduzidas pela Trupe Luz da Lua, em uma das tendas montadas no Gramadão. João Batista Andrade, mais conhecido como palhaço Muamba, contou que as brincadeiras mais procuradas pela criançada são o tecido, o trapézio e os malabares. “Mas o campeão mesmo é o minitrampolim, onde a gente ajuda as crianças a dar um mortal sobre um colchão já preparado para facilitar o salto”, afirmou.

Já Ana Paula de Brito veio ao Gramadão acompanhada da nora, Gislaine Quadro de Souza, e dos filhos Mirela (8) e Gabriel (10), que se encantaram com a oficina de pipas. “O legal é que a gente já vai poder testar aqui mesmo”, disse Mirela. “Amei a minha pipa”, completou Gabriel, que também se divertiu na pista de obstáculos, com diversos brinquedos de cordas e tecidos emaranhados para as crianças atravessarem.

Essa pista também foi a atração predileta dos irmãos Antônio (5) e Isabel (4), que vieram acompanhados dos pais Carla de Freitas e Saulo Oliveira. O casal se revezou na supervisão dos filhos que percorreram diversas vezes os brinquedos. 

Para o general Luiz Felipe Carbonell, diretor de Coordenação da Itaipu (área responsável pelo Ecomuseu), é importante para a Itaipu ter esse tipo de atividade aberta ao público em geral, porque assim a empresa tem a oportunidade de ter uma integração maior com a comunidade em que está inserida. 

“Como diz o nosso diretor-geral, quando investimos nas crianças, estamos investindo na semente de todos nós. Dessa forma, podemos contribuir com um trabalho voltado à educação e essa é uma oportunidade ímpar de fazer isso”, disse Carbonell.

 

Itaipu Binacional – Foto: Sara Cheida) 

Explore mais