Mapa interativo apresenta pontos turísticos das 335 cidades que receberão a Tocha Olímpica

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Cenários do Cerrado, da Mata Atlântica, do Pantanal, da Caatinga, dos Pampas e da Amazônia fazem parte dos 335 localidades que receberão a Tocha Olímpica a partir de 3 de maio. Será uma viagem de três meses, em que serão representadas a cultura, as belezas naturais e a alma do povo brasileiro. Os atrativos turísticos regionais já podem ser conferidos no Mapa Interativo, lançado pelo Ministério do Turismo.

“Com grande impacto no turismo nacional e internacional, a passagem da Tocha e a realização dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos são grandes oportunidades para aumentar o fluxo turístico e dinamizar a economia nacional. Apostamos que esta regionalização vai envolver fortemente a população brasileira e mostrar o quão importante é sediar um evento dessa proporção”, afirma Gilson Lira, presidente substituto da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo).

Lira ressalta que a Embratur investiu em ações estratégicas voltadas para promover o Brasil como sede de grandes eventos esportivos, visando atrair turistas e investimentos estrangeiros. Entre elas, campanhas em feiras internacionais, parcerias com chefes de Estado, realização de press trips com a imprensa internacional, reformulação do portal MICE, além da instalação da Casa Brasil no Pier Mauá, no Rio de Janeiro. Em parceria com outros órgãos do governo, o espaço será dedicado a informações multissetoriais durante os Jogos.

Nos destinos de passagem da Tocha, será possível conferir estradas pavimentadas, sinalização, restauração de prédios históricos, urbanização e saneamento de praias. De acordo com o Ministério do Turismo, foram investidos mais de R$ 3,3 bilhões em diversas obras de infraestrutura. “Além de aumentar o fluxo do turista internacional, todas esses benefícios serão um legado para o País”, completa Gilson. A estimativa do Brasil é receber entre 350 e 500 mil visitantes estrangeiros no período do mundial.

(Com informações do MTur)

More to explorer