Polo Astronômico recebe exposição de meteoritos e amostras de Marte e da Lua 

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Fragmentos de Marte e da crosta da Lua, que chegaram à Terra na forma de meteoritos, compõem uma exposição de rochas extraterrestres que será aberta ao público a partir deste sábado (6), no Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho, um dos atrativos do Complexo Turístico Itaipu.

A abertura oficial será na sexta-feira (5), às 19h, mas a visitação pública começa no sábado (6) e vai até 9 de julho. A organização é da Holoteca, do Centro de Altos Estudos da Conscienciologia (Ceaec), em parceria com o Parque Tecnológico Itaipu (PTI), ao qual o Polo Astronônimo está vinculado. A visitação é aberta de terça-feira a domingo.

“Meteoritos: Memórias Siderais” é composta por um conjunto de 107 meteoritos (fragmentos de corpos do sistema solar) e 23 impactitos (rochas terrestres alteradas pelo impacto de meteoríticos).

A exposição apresenta materiais coletados em vários países do continente americano e até na oceania. Outra curiosidade é que a exposição possui exemplares de quase metade da coleção de meteoritos do acervo brasileiro. “Temos 71 meteoritos no Brasil e conseguimos reunir amostras de 33 deles”, disse o professor Daniel Iria Machado, Doutor em Física, responsável pela coleção e coordenador do acervo de meteoritos da Holoteca do Ceaec.

Diferentes dimensões

Segundo o professor, as peças estimulam a curiosidade e o entendimento sobre a origem do sistema solar e da vida. “Hoje, há linhas de pesquisa que consideram que a matriz da vida no planeta pode ter vindo de fora [da Terra]”, afirma Machado.

A chave para esta compreensão pode estar em fragmentos como esses que os visitantes terão diante de seus olhos, em amostras com estrutura, tamanho e peso variados. Algumas são bem pequenas, com dimensão inferior a um centímetro, mas há outras bem maiores e pesadas. Uma delas pertence ao acervo do Polo Astronômico, pesa mais de 2 kg e pode ser tocada pelos visitantes. A Campo del Cielo foi batizada com este nome por ter sido extraída de uma região homônima na Argentina, atingida por uma chuva de meteoros há cerca de 4 mil anos. “A Campo del Cielo é pouco maior que uma bola de golfe, mas o interessante é que a pessoa pode tocar este objeto que veio do espaço”, afirmou Janer Vilaça, coordenador do Polo Astronômico.

O visitante também poderá conhecer peças importantes do ponto de vista científico para o Brasil. São fragmentos de rochas (impactitos) coletados na Cratera de Impacto de Vista Alegre, em Coronel Vivida (PR). Com cerca de 9,5 km de diâmetro, a cratera foi criada pelo impacto de um corpo celeste há quase 130 milhões de anos. Apesar da formação ser antiga, a descoberta é recente. Apenas em 2004 é que os estudos começaram a ser feitos no local.

15ª Semana de Museus

A exposição integra a 15ª Semana de Museus, que acontece de 15 a 21 de maio. A iniciativa é promovida pelo Instituto Brasileiro de Museus (Ibram). Nesta edição conta com a participação de mais de mil museus de todo o País, com mais de três mil atividades. A programação nacional está disponível em guiadaprogramacao.museus.gov.br.

 

Serviço

Exposição “Meteoritos: Memórias Siderais”

Abertura: 5 de Maio, às 19h

Visitação pública: 6 de maio a 9 de Julho

Horário: Terça a domingo, 10h e 16h; Sexta e sábado, 10h, 16h e 18h30

Local: Polo Astronômico Casimiro Montenegro Filho

Valor: R$ 24 (adulto); crianças de 0 a 6 anos não pagam. Pessoas com deficiência têm gratuidade.

A visitação é gratuita para moradores dos municípios lindeiros ao Lago de Itaipu e ao Parque Nacional do Iguaçu. É obrigatório apresentar comprovante de residência recente, em nome do visitante, acompanhado de documento de identificação. Menores de 18 anos podem apresentar comprovante em nome dos pais.

(Itaipu Binacional)

 

More to explorer