Projeto de novo Centro de Educação Ambiental é lançado em Foz

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on facebook
Facebook

 

Foz do Iguaçu vai ganhar um novo Centro de Educação Ambiental do Iguaçu (CEAI). O lançamento da pedra fundamental e apresentação do projeto ocorreram na tarde desta segunda-feira (20), no Zoológico Bosque Guarani, com a presença da secretária de Meio Ambiente, Ana Biesek, do secretário de Planejamento, Elsídio Cavalcante, do secretário de Agricultura Jan Albert Nieuwenhoff, além dos vereadores Márcio Rosa (PSD), Celini Fertrin (PDT) e João Miranda (PSD) e demais autoridades.

A construção do novo CEAI e reforma do atual foi possível graças a um recurso disponibilizado pela Vital Engenharia Ambiental, empresa responsável pela coleta de lixo e trabalhos ambientais no município. O valor estava parado para aplicação por falta de projeto e maior interesse da gestão passada. O recurso a ser aplicado é superior a R$ 450 mil e está previsto em contrato.

“Esse projeto é um projeto autossustentável e vai permitir também uma reforma no atual Centro de Educação Ambiental, transformando-se no futuro na Secretaria de Meio Ambiente, com isso reduz custos para a prefeitura com aluguel e vai resgatar aquela ideia de que a secretaria de Meio Ambiente tem que estar no ambiente ideal, no caso o Bosque Guarani. O dinheiro já está disponível e a obra já pode começar”, ressaltou o secretário de Planejamento, Elsídio Cavalcante.

A ideia inicial era reformar o Centro de Educação Ambiental no atual aterro sanitário, mas após avaliação da equipe da prefeitura, chegou-se à conclusão de que aquele não era o melhor lugar. “Por isso optou-se pelo Bosque Guarani, e que fica mais próximo do centro da cidade, possibilitando um melhor acesso para crianças, jovens e adultos. Neste novo espaço, mais moderno e amplo, poderemos receber um público maior, estimulando a conscientização ambiental em Foz”, acredita a secretária de Meio Ambiente, Ana Biesek.

O espaço do novo Centro de Educação Ambiental terá aproximadamente 400 metros quadrados e auditório com capacidade para até 150 pessoas. Parte da estrutura do Centro de Educação Ambiental no aterro sanitário será utilizada na construção, como telhados, entre outras partes, para reduzir ainda mais os custos da obra. A previsão é de que a obra fique pronta em um prazo de seis meses.

 

Explore mais