Recomendações inéditas para o tratamento de hérnia serão apresentadas durante Congresso em Foz do Iguaçu

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Pela primeira vez no Brasil, cirurgiões que atuam no tratamento de hérnia terão acesso a recomendações padrão para o tratamento do problema. A Sociedade Brasileira de Hérnia e Parede Abdominal (SBH) lança – no dia 19 de abril, em Foz do Iguaçu, uma publicação inédita – elaborada por um grupo de renomados cirurgiões – contendo as recomendações da Sociedade para o tratamento da hérnia inguinal.

O lançamento acontece durante o V Congresso Brasileiro de Hérnia e a VI Convenção Latino Americana de Hérnia, que serão realizados nos próximos dias 19 e 21 de abril, em Foz do Iguaçu.

“A Sociedade Brasileira de Hérnia reuniu um grupo de experts nacionais em cirurgia de hérnia para unificar as informações mais importantes voltadas ao adequado tratamento. O objetivo é subsidiar o cirurgião de hérnia em todo o país”, explicou o presidente da Sociedade Brasileira de Hérnia, Alexander Morrell.

As recomendações para o tratamento de hérnia no Brasil serão apresentadas aos cirurgiões e participantes do Congresso Brasileiro em formato de publicação, dividida por capítulos de diferentes assuntos. O material traz breves justificativas de cada orientação e termina com uma lista de leituras recomendadas complementares sobre cada tema.

O presidente da Comissão Científica do Congresso e um dos responsáveis pela publicação, o cirurgião Christiano Claus, explica que as orientações não visam esgotar o assunto, porém servem como um guia para orientações práticas. 

“O objetivo deste trabalho é resumir e transmitir de forma concisa e didática condutas mínimas na prática clínica do cirurgião que trata hérnias, servindo de guia para a tomada de decisão”, afirma. “Vale lembrar que é de responsabilidade do cirurgião envolvido com o caso específico de um paciente tomar a decisão final mais indicada para cada situação, priorizando e individualizando sempre o melhor tratamento ao seu paciente”, completa Christiano.

CAPÍTULOS – A publicação está estruturada por capítulos de diferentes assuntos dentro do manejo das hérnias inguino-crurais em adultos. Entre os temas que integram a publicação estão o manejo conservador versus operatório, métodos de imagem para diagnóstico, uso ou não de  próteses no reparo cirúrgico, cuidados pré-operatórios, pontos críticos nas técnicas abertas com e  sem prótese, tipo de prótese, pontos críticos nas técnicas abertas com tela, pontos críticos nas técnicas endoscópicas, fixação da prótese, hérnia em mulheres, considerações pós-operatórias e qualidade de vida, além de dor crônica pós-operatória, prevenção e tratamento.  Cada capítulo traz ainda as leituras recomendadas.

CONGRESSO – Esta edição do Congresso será focada na atualização de temas presentes no dia a dia do cirurgião, trazendo as mais recentes tecnologias mundiais no que diz respeito à cirurgia de hérnia.

A programação conta com cursos, mesas redondas, simpósios, cirurgias ao vivo e pseudo ao vivo, bem como debates sobre temas polêmicos. A Sociedade Brasileira de Hérnia espera reunir cerca de 500 médicos, cirurgiões gerais, que atuam no Brasil e em outros países da América Latina.

NÚMEROS – As hérnias da parede abdominal afetam cerca de 20% a 25% da população adulta brasileira e representam a cirurgia mais frequentemente realizadas por cirurgiões gerais. Elas ocorrem principalmente na virilha (hérnia inguinal), no umbigo (hérnia umbilical) e no local onde foi realizada previamente alguma cirurgia (hérnia incisional).

Técnicas menos agressivas de tratamento e novos materiais cirúrgicos têm sido cada vez mais utilizados para melhorar os resultados e beneficiar os pacientes. 

Estima-se que são feitas 350 mil cirurgias de hérnia inguinal por ano no Brasil. Esta é a cirurgia mais feita em homens no mundo devido à incidência e facilidade de se fazer o procedimento. 

O QUE É – A hérnia é um defeito ou um orifício nos músculos do abdômen que permite que o intestino ou uma porção de gordura penetre por meio dele. Ainda que hérnias possam ocorrer em muitos lugares no corpo humano, elas são mais frequentes na parede abdominal. 

O sinal mais comum é o abaulamento ou inchaço no abdômen, na virilha, região umbilical ou junto a cicatrizes. Dor e ardência na área afetada são sintomas comuns. As hérnias não desaparecem sozinhas e a única forma de curá-las é com a cirurgia.

SERVIÇO: 

V Congresso Brasileiro de Hérnia e a VI Convenção Latino Americana de Hérnia.

DATA: 19 a 21/04/2018

LOCAL: Hotel Grand Mabu

ENDEREÇO: Av. das Cataratas, 3.175 – Foz do Iguaçu – PR

INSCRIÇÕES: http://www.cbhernia.com.br/ 

 

 

 

More to explorer