Secretaria prepara programação para o Dia Mundial do Meio Ambiente

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

 

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente está programando uma agenda especial em comemoração ao dia nacional do meio ambiente, celebrado em todo o país no dia 05 de junho. A programação contempla o lançamento do programa de coleta seletiva, lançamento do projeto de recuperação de nascentes em conjunto com o projeto “Que Rio é Esse?”, palestra magna sobre o programa cidades sustentáveis, lançamento do programa “Foz certifica”, entre outros.

Segundo a secretaria de Meio Ambiente, Ana Biesek, durante toda a primeira semana do mês serão desenvolvidas uma série de atividades, visando conscientizar a população e proteger o meio ambiente. “Nós estamos trabalhando na programação que inclui a Educação Ambiental e até o lançamento da coleta seletiva”, disse.

Coleta seletiva 

O programa piloto de coleta seletiva terá início no mês de junho na região da Vila C. A exemplo do programa já ativo em Santa Terezinha de Itaipu, o objetivo é criar a conscientização da população para separar o material ao descarta-lo. 

À convite da Prefeitura de Santa Terezinha de Itaipu o vice-prefeito, Nilton Bobato e a secretária de Meio Ambiente conheceram o programa de coleta seletiva implantada pelo município vizinho em 2004, desde então cada residencia recebe uma sacola plástica verde para acomodar os recicláveis. Dois caminhões baú percorrem os bairros da cidade dentro de um cronograma criado especificamente para a coleta desses materiais. “O projeto é inspirador e pode servir como modelo para Foz. O desafio é mudar todo o processo de coleta de lixo e fazer a revisão do atual sistema no município”, avaliou o vice-prefeito, Nilton Bobato. 

Segundo a secretária, o programa começará por uma região e após a conscientização da região escolhida, será feita uma conscientização em outra região, com o apoio da secretaria municipal de educação. “Começaremos pela Vila C, através de uma forte campanha de conscientização, divulgação através de panfletos e nas escolas, para levar as informações aos familiares. Após essa conscientização, a segunda etapa é divulgar os dias que será recolhido o material”, explicou Biesek. 

More to explorer