Sinalização turística de Foz receberá padronização e melhorias

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

A sinalização turística de Foz do Iguaçu será padronizada e normatizada por critérios fixados conjuntamente pelo Comtur (Conselho Municipal de Turismo) e o Foztrans (Instituto de Transportes e Trânsito). A deliberação foi tomada na reunião extraordinária do conselho nessa quarta-feira, 29.

O objetivo é promover melhorias no sistema de sinalização nas vias públicas do município, oferecendo aos turistas informações e indicações qualificadas sobre os atrativos. A padronização seguirá as especificações do Ministério do Turismo e da Organização Mundial do Turismo.

O presidente do Comtur, Carlos Silva, explicou que as regras para a padronização da sinalização turística serão elaboradas pelo grupo de trabalho do conselho. “O grupo reunirá todas as sugestões e as apresentará à plenária para a aprovação e eventuais ajustes”, disse.

A pauta da sinalização foi apresentada pelo diretor-presidente do Foztrans, Fernando Maraninchi, a partir de demandas junto ao órgão para a fixação de placas indicativas de atrativos turísticos. “Queremos criar uma regra geral juntamente com o Comtur e, conforme a disponibilidade financeira, fazer as melhorias”, frisou.  

Trabalho conjunto

O presidente da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu, Rogério Quadros (PTB), participou da sessão do Comtur e explanou sobre o trabalho realizado pelos vereadores da atual legislatura. Ele detalhou projetos elaborados e aprovados pelo Legislativo voltados para o desenvolvimento.

Quadros colocou-se à disposição do Comtur e afirmou que a Câmara Municipal é uma instituição parceira em ações para a expansão da atividade turística no município. O vereador destacou o trabalho em harmonia e diálogo entre vereadores, prefeitura, sociedade civil e setor privado. 

“A Câmara de Vereadores tem um papel fundamental para dar suporte e incrementar diretrizes para o crescimento”, apontou Rogério Quadros. “Se os grandes investimentos públicos e privados estão sendo feitos, é porque há segurança jurídica e o município recuperou a credibilidade”, ressaltou.

A união a favor de Foz do Iguaçu também foi destacada por Carlos Silva. “A cidade é uma só, e com todos falando a mesma língua não há como dar errado. Estamos todos motivados pelo mesmo objetivo que é fazer o melhor para o município”, expôs.

Membro do Comtur e secretário de Turismo, Indústria, Comércio e Projetos Estratégicos, Gilmar Piolla destacou a interlocução entre as instituições. “Sou testemunha do empenho da Câmara de Vereadores em todas as iniciativas que somam para o desenvolvimento de Foz do Iguaçu. Não tivemos nenhuma negativa do Legislativo para nossos projetos”, relatou.

Pautas

Os membros do Comtur iniciaram a discussão sobre a autorização de parklets, que são extensões temporárias de calçadas e vagas em estacionamentos para o uso comercial. O tema foi pautado a partir de pedidos de empresários à prefeitura para a adoção de parklets em estabelecimentos iguaçuenses.

A sessão extraordinária do Conselho de Turismo também iniciou o debate e o estudo sobre a viabilidade do serviço de valet. Trata-se reserva de vagas de estacionamento para o atendimento de clientes de estabelecimentos como hotéis, bares e restaurante, com número de vagas e tempo de uso determinados.

Produtos turísticos

Na reunião do Comtur, foi apresentado aos conselheiros o projeto de restruturação do Centro de Visitantes da Mesquita Omar Ibn Al-Khattab, de Foz do Iguaçu. A proposta é aliar prática religiosa e turismo, elevando o número de visitantes anuais à mesquita de 60 mil para mais de cem mil pessoas já nos próximos anos.

O novo espaço do Empório Pomare, com restaurante, área para venda e realização de cursos destinado à alimentação saudável, foi exposto para o conhecimento dos membros do Comtur. Os representantes da Skydive Foz do Iguaçu também apresentaram o produto turístico na área de paraquedismo de entretenimento para moradores e visitantes.

 

More to explorer