Suespar se consagra como um evento dos mais importantes de saúde no Brasil

suespar2
Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on whatsapp
WhatsApp

Evento foi dividido por trilhas em cinco principais subtemáticas: Mercado, Saúde, Inovação, Cooperado e Institucional

A 29ª edição do Suespar – Simpósio das Unimeds do Estado do Paraná recebeu mais de 800 participantes, entre dirigentes, cooperados, colaboradores, parceiros e patrocinadores que atuam no Paraná e outras unidades espalhadas pelo país. O encontro reuniu 40 palestrantes entre os dias 17 e 19 de agosto, em Foz do Iguaçu.

O Suespar deste ano, foi dividido por trilhas em cinco principais subtemáticas (Mercado, Saúde, Inovação, Cooperado e Institucional), quatro plenárias especiais, que abordaram questões como inovação em saúde, inteligência artificial, valor em saúde e, como palestra magna, o tema “Saúde Suplementar: Cenário Futuro”, que encerrou a programação, na tarde do dia 19 de agosto.

O hino nacional brasileiro foi apresentado pelo médico cooperado da Unimed Londrina, e ex-diretor da Unimed Paraná, William Procópio dos Santos.

O anfitrião local, Isidoro Villamayor Alvarez, presidente da Unimed Foz do Iguaçu, abriu oficialmente o evento, ressaltando que das 29 edições, Foz do Iguaçu recebeu 19 e acredita que já é uma tradição baseada em uma perfeita conjunção de confraternização e conteúdo técnico. E, por isso, a mensagem é de agradecimento por prestigiarem a cidade e desejo pela permanência das demais edições aqui na fronteira.

José Roberto Ricken, presidente do Sistema Ocepar/Sescoop-PR, destacou que a saúde é o nosso maior bem. Tem valor inestimável do conceito à prática. E informou dados sobre a parceria do sistema com a Unimed. “Nós temos orgulho de a Unimed ser cooperativa e queremos proteger o universo do cooperativismo no Paraná”.

Sérgio Souza, deputado federal pelo Paraná e vice-presidente da Frencoop, afirmou que este é um momento de reorganização no congresso nacional. “Nós precisamos garantir um bom atendimento ao profissional da saúde e dar respaldo a quem me deu a oportunidade de representá-lo em Brasília”.

Beto Preto, secretário de saúde do Paraná, enfatizou que passamos por um momento difícil durante a pandemia, ressaltou a importância do Sistema Unimed. “Nós tivemos um estreitamento durante a Covid-19, com a parceria da fortaleza que é o Sistema Unimed Paraná e a ideia é fortalecer o relacionamento público-privado, inclusive trabalhando protocolos em comuns”.

Paulo Roberto Fernandes Faria, presidente da Unimed Paraná, organizadora do evento, ressaltou que o cenário político é fundamental para a atividade, como as demais áreas econômicas do país, tudo acontece e é conduzido na esfera política. “Portanto, é fundamental que participemos, defendendo nossas ideias e propostas junto aos nossos representantes”.

Aproveitando a presença do deputado federal e secretário estadual de saúde do Paraná, Faria fez um pedido para que os representantes políticos deem atenção à questão da saúde suplementar, responsável pelo atendimento de 25% da população brasileira. “O setor vem sofrendo nesses últimos anos com projetos do poder público que visam ampliar benefícios, no entanto, ao não passarem por uma análise mais aprofundada, desequilibram o setor e trazem graves consequências para o financiamento baseado no mutualismo, que é o pilar de operação dos planos de saúde, prejudicando o acesso e a permanência dos beneficiários”.

Faria citou como exemplos, a impossibilidade de rescisão contratual e o controle de reajuste dos planos coletivos, a abolição de carência em diversas situações e o rol exemplificativo, entre outros.

O presidente da Unimed Paraná destacou que a saúde suplementar enfrenta desafios gigantescos que envolvem não apenas a regulação e os custos elevados, derivados da chamada inflação médica, mas também obstáculos administrativos, políticos e burocráticos que afetam o acesso e a qualidade. “A judicialização é um desses entraves. Exige esforço hercúleo das operadoras apenas na tentativa de que os contratos sejam atendidos e respeitados. A sustentabilidade do setor da saúde suplementar passa pelo entendimento do poder público e da sociedade”.

De acordo com Paulo Faria, o Sistema Unimed é uma cooperativa de trabalho médico, que trabalha arduamente para levar a 90% dos municípios brasileiros um atendimento assistencial qualificado. “Nos diferenciamos no mercado pela natureza e pelo propósito que abraçamos e também pela rede de médicos que mantemos entre nossos cooperados, entretanto, sofremos quando as políticas do setor não levam em conta essas diferenças”, concluiu.

Omar Abujamra Junior, presidente da Unimed do Brasil, celebrou a força do Sistema Unimed Paraná, reforçando a cadeia de serviços, que se dedica ao cuidado e que fortalece a marca na região (e em todo o país) pela qualidade da medicina que entregas e pela capacidade de gerar valor.

Abujamra Junior disse que não é por acaso o tema do simpósio ser valor em saúde, afinal é uma forma também de ver o valor do cooperativismo médico na prática. “Nos últimos anos, reaprendemos duramente o quanto é vital o papel dos sistemas de saúde fortes, organizados e resilientes, para a preservação da vida, a redução das desigualdades e a manutenção da coesão social”.

Segundo o presidente da Unimed do Brasil, uma política pública de saúde consistente exige integrar os dois pilares indissociáveis dessa política: o fortalecimento do Sistema Único de Saúde e a sustentabilidade do Sistema de Saúde Suplementar. “Podemos afirmar com segurança e orgulho: o Sistema Unimed produz saúde no Brasil. Temos a maior experiência do setor privado em ações de promoção da saúde, prevenção de doenças e coordenação do cuidado”.

Foram três dias de debates enriquecedores, com trocas, reflexões, networking, palestras de temáticas variadas, feira de negócios e confraternização, durante o 29º Suespar que é uma realização da Federação das Unimeds do Paraná e de suas 22 Singulares.

Presença
Além do presidente da Unimed Paraná, presidente da Unimed Brasil, presidente da Unimed Foz do Iguaçu, presidente da Ocepar, do secretário de Estado de Saúde e do deputado federal, também estiveram presentes na mesa de honra Luiz Paulo Coimbra, presidente da Unimed Nacional; Adelson Severino Chagas, presidente da Unimed Participações S.A; Helton Freitas, presidente da Seguros Unimed; Nilson Luiz May, presidente da Unimed Mercosul e Unimed Rio Grande do Sul; Sergio Malburg Filho, presidente da Unimed Santa Catarina e diretor da Unimed Participações; Nerlan Tadeu de Carvalho, presidente da Associação Médica do Paraná; Marlus Volney de Morais, presidente do Sindicatos dos Médicos do Paraná.

(Assessoria)

Post patrocinado:

 

 

Explore mais