Vacinação em massa vai tornar Foz do Iguaçu no destino mais seguro do Brasil

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Cidade recebeu recentemente mais de 37 mil doses de vacinas contra a covid-19 e amplia as atividades do setor turístico

Foz do Iguaçu é uma das cidades fronteiriças que receberam uma quantidade maior de doses de vacina contra a covid-19 para evitar a entrada de novas variantes do vírus no país. As mais de 37 mil doses recebidas recentemente fazem parte de um primeiro lote e deve imunizar a maior parte da população, fazendo com que se torne um dos destinos turísticos mais seguros do Brasil.

O município foi um dos mais impactados economicamente com a pandemia. No ano passado os principais atrativos turísticos chegaram a fechar suas portas devido a decretos municipal de restrição para evitar a disseminação do novo coronavírus. A falta de visitantes colapsou toda a cadeia produtiva do turismo, incluindo a hotelaria, gastronomia e prestação de serviços.

No entanto o destino foi um dos primeiros no país a certificar empresas que implantaram protocolos de segurança sanitária através de um trabalho coordenado pela Secretaria de Turismo e Projetos Estratégicos de Foz do Iguaçu, em parceria com o Sebrae-PR e apoio do Comtur (Conselho Municipal de Turismo). Medidas como atendimento online, redução de capacidade de público, instalação de display de álcool em gel, medição de temperatura, obrigatoriedade de uso de máscara e a observação do distanciamento social, foram fundamentais para garantir a segurança dos visitantes e dos funcionários das empresas de turismo.

Agora Foz do Iguaçu quer continuar com o protagonismo de destino seguro, retomando praticamente todas as atividades do setor turístico. A última reedição do decreto de Prefeitura Municipal de restrição, agora amplia o horário de funcionamento de bares e restaurantes até às 0h e permite que o setor de hospedagem possa ter 100% de ocupação. A expectativa é que o movimento tome corpo a partir de outubro deste ano, com os feriados estendidos e a volta de eventos corporativos já confirmados.

Otimismo
Para Felipe Gonzalez, presidente do Codefoz (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu) o destino caminha para uma elevação das medidas sanitárias para o reestabelecimento do setor, muito prejudicado pela pandemia. “Desde o início Foz do Iguaçu tem cuidado da parte sanitária de uma forma exemplar com o envolvimento de todo o trade turístico. Essa chegada de novas vacinas traz uma perspectiva espetacular principalmente nesta etapa da retomada do turismo em Foz, fazendo com que tantos os cidadãos como também os visitantes se sintam mais seguros em relação as questões sanitárias”, disse.

Hotelaria
O setor hoteleiro é um dos mais animados com a retomada do turismo de Foz do Iguaçu. De acordo com Neuso Rafagnin, presidente do Sindhotéis (Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Foz do Iguaçu e Região), a hotelaria e a gastronomia aproveitaram o período de restrição causada pela pandemia para investir em melhorias e capacitar os profissionais do setor. “O Destino Iguaçu inicia uma nova etapa da retomada do movimento de turistas neste segundo semestre. Com o avanço da vacinação no Paraná e no País, certamente os brasileiros retomarão as viagens domésticas, principalmente por rodovias”, conclui o dirigente.

Divulgação
Para que Foz do Iguaçu esteja entre as opções de visitantes brasileiros e do exterior a segunda edição da campanha Vem pra Foz! começa em breve a ser divulgada em vários veículos de comunicação. De acordo com o secretário de Turismo e Projetos Estratégicos, Paulo Angeli, a campanha foi construída por representantes do Codefoz, com o apoio da Usina de Itaipu e é baseada no conceito “ver, sentir e viver” e faz parte do projeto de retomada da economia da cidade. “A campanha é uma série de ações que nós vamos fazer, principalmente nas redes sociais juntos com o marketing dos atrativos e hotéis de Foz do Iguaçu e deve durar cerca de quatro meses”, afirma.

Outra parte de divulgação de Foz do Iguaçu será através de participação nas feiras nacionais e virtuais, juntamente com o governo do Estado, para baratear os custos, já que o destino é o carro-chefe do turismo no Paraná. Até o final do ano o destino deve participar da Expo ABAV, WTM e UGART, sempre potencializando Foz do Iguaçu. O município deve ainda participar da Expo Dubai, nos Emirados Árabes em fevereiro de 2022, junto com o Estado e com a Embratur. A proposta é interagir com operadores e público final.

Eventos
A volta dos eventos corporativos, esportivos e culturais a partir da metade deste segundo semestre va impulsionar o setor e aumentar ainda mais a movimentação turística do destino. Já estão programados três grandes eventos com a participação de mais de dez mil pessoas: O Congresso Paranaense da FACIAP, o Governo 5.0 e o 16º Festival das Cataratas. Recentemente o governo municipal reeditou um decreto para que os eventos aumentam a capacidade públic. Já em agosto a cidade poderá receber eventos corporativos com até 500 pessoas e até o final do ano deverão ser liberados todos os encontros, independentemente do número de participantes.

(Texto e foto: Adilson Borges Lago)

More to explorer