Venda de ingressos sugere “invasão japonesa” na Olimpíada Rio 2016

Share on facebook
Facebook
Share on google
Google+
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn

Quase todos os ingressos para a Olimpíada e Paralimpíada Rio 2016 colocados à venda no Japão já foram vendidos. O interesse dos japoneses pelos Jogos Olímpicos e pela a isenção de visto de entrada a cidadãos daquele país asiático (a partir de 1º de junho até 18 de setembro), que será sede da próxima Olimpíada (2020), estão levando os técnicos da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) a fazer projeções ainda mais otimistas sobre a presença de turistas do Japão no Brasil no período dos Jogos (agosto e setembro).

Conforme a Organização Mundial do Turismo, a facilidade da isenção aos mercados forte tradição olímpica (Japão, Estados Unidos, Canadá e Austrália) pode gerar um aumento de até 20% no fluxo entre os destinos. Isto representa um acréscimo de cerca de 75 mil turistas internacionais, o que representará uma injeção de US$ 80 milhões na economia brasileira.

Atenta à oportunidade, a Embratur desenvolveu ação de divulgação da novidade (a isenção do visto para os quatro países, aprovada pelo Congresso e sancionada pela Presidência da República em 2015) no Japão, em parceria com a Embaixada do Brasil em Tóquio e com o Ministério das Relações Exteriores (MRE), quando a equipe técnica do Instituto constatou o enorme interesse da mídia especializada e do trade turístico em geral sobre o Brasil e os Jogos Olímpicos. 

O presidente substituto da Embratur, José Antônio Parente, comentou: “Foi uma excelente oportunidade para esclarecer eventuais dúvidas ao trade japonês, um mercado promissor que, em 2015, destinou mais de 70 mil turistas ao Brasil. É um número representativo, mas que podemos potencializar por meio da divulgação dos Jogos no Rio de Janeiro, e também de outros destinos brasileiros”.

Durante entrevistas concedidas à imprensa japonesa, realizadas na Embaixada do Brasil em Tóquio, no último dia 20, a equipe da Embratur enalteceu que o turista japonês terá uma ótima estadia antes, durante e após os Jogos Olímpicos. O principal tema abordado, a isenção de visto no período Olímpico, foi divulgado amplamente por diversos veículos da mídia especializada.

“A Embratur está com uma forte campanha direcionada aos turistas contemplados com a isenção de visto durante os Jogos Olímpicos”, reforçou o coordenador da Diretoria de Inteligência e Promoção Turística, Bruno Reis. Segundo ele, estão sendo realizadas estratégias de mídias sociais, revista de bordo com companhias aéreas e mídia em aeroportos.

Jornalistas do Travel Voice, Travel Journal, Sankei Sports, Travel Vision e Wing Travel, alguns dos principais veículos de comunicação do trade turístico, foram esclarecidos sobre muitas dúvidas referentes ao detalhamento dos Jogos e a isenção de visto aos japoneses.

A publicação especializada Travel Vision, ao divulgar o tema em 22 de maio, destacou: “Neste programa, os japoneses que entrarem no País como turista durante o período de isenção podem ficar no Brasil sem visto, a partir da data de entrada, por até 90 dias. […] O Sr. Bruno Reis mostrou ainda uma variedade de destinos turísticos brasileiros para aos japoneses que almejam visitar o Brasil”. Já o Wing Travel enfatizou, em sua rede social no dia 23, que com a medida de isenção de visto, “2016 é o ano do povo japonês visitar o Brasil”.

Mercado japonês

Segundo dados do Anuário Estatístico de Turismo 2016 do Ministério do Turismo, no ano de 2015, o total de turistas japoneses que estiveram no Brasil foi de 70.102. Em 2014, o principal motivo da viagem foi a Lazer, com 40,4%, seguido do segmento Negócios, Eventos e Convenções, com 39,1%, conforme apontou Estudo de Demanda Turística Internacional – 2011-2014. Os principais destinos visitados a lazer foram: Foz do Iguaçu (55,2%), seguido pelo Rio de Janeiro (47,4%) e São Paulo (44,1%).

O gasto aproximado per capta (dia no Brasil) desse visitante foi de US$ 96,17. Já a permanência média no País foi de 18,9 dias. Em relação a composição de grupo turístico, o mesmo estudo destacou que, em sua maioria (49,50%), o turista japonês tem o costume de visitar o Brasil sozinho. Apenas 11,9% são casais e 9,3% famílias. Os alojamentos mais procurados são hotéis, flats e pousadas (64,6%).

No Japão, as próprias agências de viagem definem o formato dos pacotes internacionais em catálogos. Para os Jogos Olímpicos, três empresas estão responsáveis pelas vendas de pacotes: KNT, JTB e Top Tour. Em relação a ingressos avulsos, o site Ticket PIA, que vende ingressos on-line para algumas modalidades, já fechou seu 3º lote e, em junho, venderão o 4º Lote. As modalidades ofertadas são: atletismo (esgotado), badminton (esgotado), esgrima (vendas até dia 31/5), golf (esgotado), judô (esgotado), tênis de mesa (esgotado) e luta greco-romana (esgotado). (Embratur)

More to explorer